Mandamentos Negativos 21 a 25

Mandamento Negativo 21 – Esconder o Incitador

A vigésima-primeira proibição é a de que aquele a quem o incitador [messit] tentou incitar é proibido de reter qualquer coisa que ele sabe, que faria o incitador [messit] ser punido.

A fonte dessa miswah é a frase do Altísismo: “nem o esconderás” [Dt. 13:8]

A explicação para isso é trazida: “O versículo ‘nem o esconderás’ significa que se você sabe algo contra ele, não pode permanecer em silêncio.”

Mandamento Negativo 22 – Beneficiar-se de Ornamentos Idólatras

A vigésima-segunda proibição é a de obter benefício de qualquer ornamento que foi usado para adornar um ídolo.

A fonte dessa miswah é a afirmação do Altíssimo: “a prata e o ouro que estão sobre elas não cobiçarás” [Dt. 7:25]

O Sifra explica que as coberturas de qualquer ídolo são proibidas, e a base dessa proibição é a frase do Altíssimo: “a prata e o ouro que estão sobre elas não cobiçarás”

Quem transgride essa proibição é punido com açoites.

Os detalhes dessa miswah são explicados no terceiro capítulo de ‘Avodah Zarah.

Mandamento Negativo 23 – Reconstruir Cidade Idólatra

A vigésima-terceira proibição é a de reconstruir uma cidade idólatra.

A fonte essa miswah é a frase do Altíssimo: “e será ruína perpétua; nunca mais será edificada.” [Dt 13:17]

Qualquer que construir alguma parte dela, isto é, para fazer dela a mesma cidade de antes, é punido com açoites.

Os detalhes dessa miswah são explicados no décimo capítulo de Sanhedrin.

Mandamento Negativo 24 – Beneficiar-se da Cidade Idólatra

A vigésima-quarta proibição é a de obter benefício ou ter em nossa posse qualquer coisa de uma cidade idólatra.

A fonte dessa miswah é a frase do Altíssimo: “Não se te pegará às mãos nada do anátema;” [Dt. 13:17]

Aquele que toma em suas mãos mesmo a menor porção é punido com açoites.

Os detalhes dessa miswah são explicados no décimo capítulo de Sanhedrin.

Mandamento Negativo 25 – Ter Algo Relativo à Idolatria

A vigésima-quinta proibição é a de adicionar às nossas posses qualquer coisa que tenha relação com a idolatria. Ao invés disso, nós nos distanciamos dela, de seus lugares de adoração, e de qualquer coisa relativa a ela.

A fonte dessa miswah é a afirmação do Altíssimo: “Não porás, pois, abominação em tua casa” [Dt 7:26]

É explicado no tratado Makot que alguém que cozinha com madeira de uma asherah é punido com duas séries de açoites: uma por transgredir a proibição “Não porás, pois, abominação em tua casa”, e outra série por transgredir a proibição “Não se te pegará às mãos nada do anátema;” [Dt. 13:17] Entenda isso bem.

Os detalhes dessa miswah são explicados no terceiro capítulo de ‘Avodah Zarah.

© 2014 – Kol haTorah (www.judeu.org) – Reprodução permitida, se a fonte for citada.