Sefer Ahavah – Hilkhot Qeriat Shema’ – Capítulo 3

Halakha 1
Alguém que recita o Shema’ deve lavar suas mãos com água antes de recitá-lo.

Se o horário de recitar o Shema’ chegar e ele não puder encontrar água, não deve atrasar sua recitação para procurar por água. Ao invés disso, deve limpar suas mãos com terra, uma pedra, uma viga ou objeto semelhante, e então recitar.

Halakha 2
Não se deve recitar o Shema’ num local de banho ou latrina – mesmo se não houver excremento nele – nem em um cemitério ou ao lado de um cadáver. Se ele se distanciar quatro cúbitos do túmulo ou do cadáver, é permitido recitá-lo. Qualquer que recita em um lugar impróprio deve recitar o Shema’ novamente.

Halakha 3
O Shema’ pode ser recitado virando-se para, mas não dentro, de uma latrina que tenha sido construída recentemente, e que não tenha sido usada ainda. O Shema pode ser recitado em um local de banho novo.

No caso de duas construções, uma designada para ser usada como latrina e, acerca do outro, o dono disse: “E este…” – uma dúvida permanece acerca do último: se era apropriado para uso similar ou não.

Portanto, não se deve recitar deliberadamente o Shema’ lá. Contudo, depois do fato ocorrido, se ele recitou lá, cumpriu sua obrigação.

Se o dono disse: “Também este…” ambos foram designados para esse uso, e o Shema’ não deve ser recitado neles.

É permitido recitar o Shema’ no pátio de um local de banho, isto é, num local onde as pessoas usam roupas.

Halakha 4
Não somente a Proclamação do Shema’, mas nada que se refere a assuntos de santidade deve ser proferido num local de banho ou latrina, mesmo em língua diferente do hebraico.

Não somente a fala, mas mesmo pensamentos acerca das palavras da Torah são proibidos em um local de banho, latrina ou outros locais imundos – isto é, um local onde se encontra urina e fezes.

Halakha 5
Assuntos seculares podem ser discutidos numa latrina, mesmo em hebraico. Semelhantemente, termos usados para expressar atributos divinos, tais como misericordioso, gracioso, fiel, e semelhantes, podem ser proferidos numa latrina.

Contudo, os nomes específicos do Todo-Poderoso – isto é, aqueles que não podem ser apagados, não devem ser mencionados numa latrina ou casa de banho que tenha sido usada. Se uma situação surgir onde seja necessário impedir alguém de fazer algo errado, isso deve ser feito, mesmo em hebraico e acerca de assuntos de santidade.

Halakha 6
O Shema’ não deve ser recitado na presença de fezes humanas, ou na presença de excrementos de cachorro ou porco enquanto suas peles estiverem imergidas nele, ou na presença de qualquer outro tipo de fezes que têm odor desagradável. Esse também é o caso acerca de urina humana, mas não de urina animal.

Não é necessário se distanciar das fezes ou da urina de uma criança que não é capaz de comer cereais na medida do peso de uma azeitona, durante o tempo em que um adulto poderia comer o equivalente ao peso de três ovos.

Halakha 7
Não se deve recitar o Shema’ próximo a fezes, mesmo que elas estejam secas como casco. Contudo, se elas estiverem tão secas que, se jogadas foras, iriam se partir, pode-se recitar o Shema’ voltado para elas.

Se a urina que molhou o chão é suficientemente úmida para umedecer a mão de alguém, o Shema’ não deve ser recitado voltando-se para ela. Se secou o suficiente, o Shema’ pode ser recitado.

Halakha 8
Quão longe deve uma pessoa se distanciar de fezes e urina para recitar o Shema’? Quatro cúbitos. Isso se aplica quando estão ao seu lado ou atrás dele, mas se estiverem em sua frente, ele deve se mover até que não possa vê-los, e então recitar.

Halakha 9
Quando o acima se aplica? Quando estiver em um recinto com elas, e elas estiverem no mesmo nível. Contudo, se elas estiverem dez palmos acima ou abaixo dele, pode se sentar próximo a elas e recitar o Shema’, uma vez que há um espaço que os separa.

O acima se aplica desde que nenhum odor ruim o alcance. Semelhantemente, se ele cobrir as fezes ou a urina com um vaso, é considerado como se estivesse enterrado, mesmo que ainda esteja no recinto, e é permitido recitar próximo a ela.

Halakha 10
Uma pessoa que estiver separada de fezes por uma partição de vidro pode recitar o Shema’ próximo a elas mesmo se não as puder ver. Se um revi’it de água for adicionado à urina da micção de alguém, o Shema’ pode ser recitado a quatro cúbitos dela.

Halakha 11
Se fezes forem encontradas em um buraco no chão, uma pessoa pode ficar de pé com seu sapato sobre o buraco e recitar o Shema’. Contudo, seu sapato não pode tocar as fezes.

Se ele encontrar fezes bem pequenas, do tamanho de uma gota, pode expectorar saliva espessa e cobrí-la com isso, e então recitar o Shema’

Quando houver resíduo de fezes na pele de alguém ou suas mãos estiverem sujas do lavabo se – por causa da quantidade pequena ou sua secura – não houver odor desagradável, pode recitar o Shema’ uma vez que não há odor desagradável.

Contudo, se ainda estiver em seu lugar, mesmo não estando visível de onde ele peramence, uma vez que estiver visível quando ele senta, é proibido recitar o Shema’ até que se limpe muito bem. Isso é por causa da natureza úmida e do odor desagradável das fezes.

Muitos ensinavam que é proibido recitar o Shema’ se as mãos estiverem sujas, e é adequado dar ouvidos ao seu ensino.

Halakha 12
Se um odor desagradável tem substância, deve-se distanciar dele quatro cúbitos e recitar o Shema’ desde que o odor tenha passado. Se não passou, deve-se distanciar ainda mais até cessar.

Se não estiver emanando de uma substância de fato – isto é, se for o resultado de alguém flatular – deve-se distanciar até que o odor cesse e então recitar.

É proibido recitar o Shema’ na frente de uma fossa ou penico, mesmo se estiver vazia e não tiver odor desagradável, pois é semelhante à latrina.

Halakha 13
É proibido recitar o Shema’ voltado para excrementos que se movem – por exemplo, excrementos flutuando na água. A boca de um porco é considerada como excremento que se move. Portanto, o Shema’ não deve ser recitado voltado para ela, até que tenha se movido quatro cúbitos de distância.

Halakha 14
Uma pessoa que chega a um local imundo enquanto anda e recita o Shema’ não deve colocar sua mão sobre sua boca e recitar. Ao invés disso, deve cessar de recitar até que passe aquele local em particular.

Semelhantemente, se alguém que recita flatular, deve parar até que o odor cesse e continuar sua recitação em seguida. O mesmo se aplica àquele que estuda a Torah.

Quando outra pessoa flatula, apesar de se dever parar de recitar o Shema’, não é necessário interromper seu estudo da Torah.

Halakha 15
Uma pessoa pode continuar recitando o Shema’ se houver dúvida acerca de se fezes ou urina se encontram na casa onde estiver localizado.

Porém, uma pessoa recitando o Shema’ perto de um monte de lixo não pode continuar recitando se houver dúvida acerca da presença de fezes até que cheque, porque um monte de lixo pode presumivelmente conter fezes. Se houver dúvida somente acerca da urina, contudo, o Shema’ pode ser recitado mesmo perto de um monte de lixo.

Halakha 16
Assim como é proibido recitar o Shema’ onde houver fezes ou urina até que alguém se distancie delas, assim também, o Shema’ não deve ser recitado na presença de nudez, exceto se alguém desviar sua face.

Isso se aplica também ao estrangeiro e à criança. Mesmo se uma partição de vidro o separa deles – uma vez que ele os vê – deve voltar sua face para recitar o Shema’.

Qualquer parte do corpo de uma mulher é considerado impróprio [neste caso.] Portanto, não se deve olhar fixamente para uma mulher, mesmo sua esposa, enquanto se recita o Shema’. Mesmo se [somente] um palmo de seu corpo estiver descoberto, ele não deve recitar o Shema’ voltado para ela.

Halakha 17
Asism como não se deve recitar o Shema’ na presença da nudez de outro, assim, também, é proibido a ele fazer o mesmo quando ele próprio estiver nu. Portanto, não se deve recitar o Shema’ quando se está nu, até que se cubra sua nudez.

Se seus lombos estiverem cobertos com pano, couro ou saco, mesmo se o resto do corpo estiver exposto, ele pode recitar o Shema’, desde que seu calcanhar não toque sua genitália.

Se estiver deitado sob seu lençol, mas além disso estiver nu, deve fazer uma separação colocando seu lençol abaixo de seu coração, e então recitar o Shema’. Ele não deve, contudo, fazer uma separação a partir de seu pescoço e recitar, porque seu coração verá sua nudez, e é como se estivesse recitando sem cobrir seu lombo.

Halakha 18
Quando duas pessoas estão deitadas [nuas] sob um lençol, cada um é proibido de recitar o Shema’ mesmo que tenha se coberto abaixo de seu coração, a não ser que o lençol também faça separação entre eles de uma forma que impeça que seus corpos toquem dos lombos para baixo.

Se estiver dormindo com sua esposa, filhos ou outros jovens de sua casa, seus corpos são considerados como o seu próprio, e ele não é afetado por eles. Portanto, mesmo se seu corpo estiver tocando o deles, deve voltar sua face, fazer separação abaixo de seu coração e recitar.

Halakha 19
Até quando alguém é considerado uma criança para esse assunto? Um menino, até os doze anos e um dia; uma menina, até os onze anos e um dia.

[Depois disso, quanto] suas características físicas forem como as dos adultos – isto é, se desenvolveram seios e pelos pubianos: Desse momento em diante, não se pode recitar o Shema’ a não ser que se tenha primeiro feito separação deles com um lençol.

Contudo, se ainda não desenvolveram seios ou pelos pubianos, pode-se ainda recitar tendo contato físico com eles, e não é necessário se separar deles até que o menino tenha 13 anos e um dia, e a menina 12 anos e um dia.

Capítulos: 1 2 3 4