A Mezuzá (Judaísmo em 5 Minutos)

0
1388

Texto do Vídeo

O tema de hoje é o mandamento da mezuzá. Mezuzá, no hebraico, significa batente, e geralmente é o termo utilizado para o pergaminho que colocamos no batente da porta.

Combate à Idolatria

No Oriente Médio antigo, era comum que se colocasse imagens de ídolos ou amuletos nas portas para proteção. Em função disso, o Eterno deu o mandamento da mezuzá, para que o povo pudesse contemplar a Sua Palavra, ao invés de cometer idolatria, ou de se apegar a superstições.

Conteúdo e Objetivo

O pergaminho mezuzá contém duas porções do texto hebraico da Bíblia judaica: o Shemá` e o Wehayá, ou seja, Deuteronômio 6:4-9, e 11:13-21, que é onde o mandamento aparece na Bíblia judaica.

O objetivo da mezuzá é nos lembrar da Unidade do Criador, e da importância de obedecer Sua Torá, toda vez que entramos ou saímos de um ambiente.

Utilizar a mezuzá como talismã de proteção, ou acreditar em algum sortilégio ou superstição envolvendo a mesma anula o mandamento, pois vai contra o seu propósito inicial.

Onde Colocar

A mezuzá deve ser colocada somente em lugares onde pessoas habitam permanentemente. Se a habitação for provisória, como uma suká ou uma barraca, não é necessário. Da mesma forma, quando se aluga um local por até 30 dias, como por exemplo um quarto de hotel, ou uma casa de temporada fora de Israel.

Semelhantemente, não se coloca mezuzá em ambientes que não são habitados por humanos. Por exemplo, em dispensas, armazéns, celeiros, casas de máquina, etc.

É obrigatório colocar a mezuzá somente nas seguintes condições: Em cômodos com pelo menos aproximadamente 2m x 2m. O cômodo deve ter porta, teto, 2 batentes e verga. A altura da entrada deve ter pelo menos cerca de 80 cm. Caso não cumpra essas condições, o ambiente é isento.

Também não se coloca mezuzá em ambientes que não sejam considerados honrosos, onde há impureza ou que seja um local onde as pessoas geralmente estão nuas, como por exemplo, em banheiros, toaletes, vestiários, ou saunas.

Posição da Mezuzá

A mezuzá deve sempre ficar na entrada do ambiente, e por isso deve ser afixada até no máximo 8cm da mesma, na parte interna do ambiente. Na maioria das construções modernas, ficará no batente da porta, ou em uma parede lateral.

A mezuzá é afixada sempre do lado direito de quem entra. Quando está entre dois cômodos, considera-se como entrada a direção para onde a porta abre.

Por ser um mandamento visual, a mezuzá precisa ficar à altura dos olhos. Para determinar a altura onde se afixa a mezuzá, divida a altura do batente por 3. A mezuzá deve ser colocada na terça parte superior, até no máximo cerca de 8cm do topo do batente.

Costumes

O costume ashkenazi, dos judeus do leste europeu é de colocar a mezuzá levemente inclinada na direção da entrada. Já o costume sefaradi, dos judeus hispano portugueses, é de colocá-la reta.

A mezuzá é colocada em um invólucro, afixado à porta. Se desejar, é possível enrolá-la em filme plástico para proteger da ação do tempo.

A Bênção

Imediatamente antes de afixar a mezuzá, recita-se a bênção a seguir. A recitação pode ser feita em hebraico, ou em português:

בָּרוּךְ אַתָּה יהוה אֱלֹהֵינוּ מֶלֶךְ הָעוֹלָם אֲשֶׁר קִדְּשָׁנוּ בְּמִצְווֹתָיו וְצִוָּנוּ לִקְבֹּעַ מְזוּזָה
Barukh atá ADONAY Elohenu melekh ha`olam asher qideshanu bemiswotaw wessiwanu liqboa` mezuzá.
Bendito és Tu Eterno nossa Autoridade Suprema, rei do universo, que nos santificou com os Seus mandamentos, e nos ordenou afixarmos a mezuzá.

Se for colocada em lugar isento do mandamento, a bênção não deve ser recitada.

Verificação

Duas vezes a cada 7 anos, deve-se verificar o pergaminho da mezuzá, para assegurar que sua escrita não foi apagada. Isso representa o nosso enorme zelo de sempre guardar a Palavra do Eterno fielmente, sem dela tirar nem mesmo uma letra.

Beijar a Mezuzá

Muitos judeus têm o hábito de beijar a mezuzá, ou a mão que nela encosta, ao entrar ou sair de um cômodo. Esse não era o costume dos judeus hispano-portugueses, mas não há mal nenhum nele, desde que seja feito para demonstrar honra, e não de forma supersticiosa.

Fontes:

  • Torá: Dt 6:4-9; 11:13:21
  • Mishnê Torá: Sefer Ahabá Hilkhot Tefilin uMezuzá weSêfer Torá capítulos 5 e 6